sexta-feira, 14 de maio de 2010

Feira do Rolo em Mogi Guaçu, reúne muitas curiosidades e toda a família.

Domingo de manhã já é de praxe para muita gente, ir até o Parque Cidade Nova em Mogi Guaçu, onde acontece todas as semanas a feira mais famosa e talvez a maior da região da baixa mogiana, a tradicionalíssima Feira de Domingo. As pessoas compram suas verduras e legumes para fazerem aquele almoço caprichado de domingo, comem pasteis, tapiocas e muitas outras coisas, as quais pretendo me aprofundar em outro post. Todas essas coisas são corriqueiras de todas as feiras que acontecem no Brasil afora, principalmente no estado de São Paulo. O que foge a regra é uma outra feira que acontece paralelamente e bem a lado desta, a já consagrada em toda região, Feira do Rolo, que ocorre há anos sempre no final da feira tradicional, à Avenida Lothario Teixeira. Lá é possível encontrar de tudo, desde sapatos usados a aparelhos de som e dvd, passando por livros, revistas, ferramentas, roupas, peças de bicicletas, discos de vinil e muitas outras coisas que se fosse listar aqui levaria ao menos umas 30 linhas.

Anuncie na Feira do Rolo Virtual, clique aqui.
Veja os anúncios já publicados. 

Estivemos lá no ultimo domingo e o que pudemos perceber que a Feira do Rolo, vai muito além da simples troca de mercadoria, ela é um ponto de encontro, de lazer e já se tornou algo característico de nossa cidade que a torna única na região. Encontramos muita gente com suas "mercadorias" prontas para serem comercializadas,ou trocadas, são estendidos panos no chão e os "produtos" são dispostos em cima para melhor visualização, também se encontra algumas barracas, com roupas penduradas, outros simplesmente carregam seus objetos em suas mãos e oferecem as pessoas, esperando por aquela ótima oportunidade de negocio, fazendo do local um verdadeiro mercado. Mas como havia dito anteriormente, o local é ponto de encontro, vimos muitas pessoas jogando conversa fora, passeando com suas esposas e namoradas e até mesmo com carrinhos de bebês, fazendo do lugar um verdadeiro passeio em família. Se você se interessou pela feira, ela acontece todos os domingos na Av. Lothario Teixeira no Parque Cidade Nova em Mogi Guaçu, sempre na parte da manhã, não se esqueça de levar aquele objeto que está a algum tempo parado em sua casa e que você não sabe o que fazer com ele, lá com certeza irá encontrar algum interessado que estava justamente procurando por algo do tipo.

Novidade
A partir de agora, você que gosta de trocar, vender ou comprar produtos na feira do rolo em Mogi Guaçu, tem uma nova opção para comercializar seus produtos.
É a Feira do Rolo Virtual, espaço que este site disponibiliza para você comercializar seus produtos através da internet sem que tenha que pagar nada para isso. Compre, Venda, Troque, Anuncie.
Acesse o link e divulgue seus produtos para milhares de pessoas, clique aqui. 

2 comentários:

Anônimo disse...

Bom, eu até gosto da feira, mas tem que levar em consideração que a está em uma área residencial, o que é proibido por lei por violar o direito de ir e vir de quem mora nessa região. Já foi proposta a mudança para a Av Julio Xavier da Silva, em um local mais amplo, porém os feirantes não aceitaram.
Sobre a Feira do Rolo, é lamentável que isso seja permitido, pois a maioria dos produtos é roubado - bicicletas e relógios principalmente, além da venda de entorpecentes à luz do dia, é só observar com um pouco mais de atenção que isso está na cara.
Espero que quando o shopping esteja pronto os guaçuanos mudem alguns hábitos.

Ademais - parabéns pelo blog, você está abordando assuntos de interesse da população em geral.

Mogi disse...

Guaçu na Web - Resposta
A intenção desse artigo foi mostrar o local e o evento como um atrativo, e uma opção de lazer para moradores da cidade.
Concordo no que tange o direito das pessoas de ir e vir, portanto o local da feira poderia realmente ser repensando, trazendo mais conforto para feirantes, visitantes, e moradores.
Em relação às atividade ilícitas que supostamente lá ocorre, infelizmente não é um "privilégio" somente da feira, sabemos que isso ocorre em várias áreas da cidade e deve ser tratado como caso para a polícia, desta forma não prejudicando, e ajudando quem realmente está lá para trocar mercadorias compradas licitamente.